Histórias do Cinema na Cinemateca

Histórias do Cinema na Cinemateca

NicholasRay

Na edição de Fevereiro das Histórias do Cinema, Bernard Eisenschitz, um dos maiores historiadores de cinema contemporâneos e colaborador assíduo da Cinemateca Portuguesa, regressa pela terceira vez para apresentar e comentar a obra de Nicholas Ray, de que é profundo conhecedor e sobre a qual escreveu uma monografia, Roman Américain, les vies Nicholas Ray (1990), considerada a biografia de referência do autor de Rebel Without a Cause.

As cinco sessões propostas por Eisenschitz têm a curiosidade de incluir a primeira e a última obra de Nicholas Ray, de finais das décadas de 1940 e 70 – They live by night e We can’t go home again – e ainda On Dangerous Ground, Bitter Victory e Wind Across the Everglades, três das obras fundamentais que realizou nos anos 50.

As Histórias do Cinema decorrem entre os dias 15 e 19 em cinco sessões-conferência, sempre às 18 horas.

Lúcia Gomes

Tem opinião sobre tudo.
É uma perigosa subversiva.
Não gosta de Woody Allen nem de governos de direita.
Adora frio e chuva.