8 ½ Festa do Cinema Italiano - a homenagem a Fellini

8 ½ Festa do Cinema Italiano – a homenagem a Fellini

FCI2016-imagem

O clássico dos clássicos 8 ½, de Federico Fellini, filme ao qual o festival deve o nome, estreia em cópia digital restaurada no dia 31 de Março, às 21h30, no Cinema UCI – El Corte Inglés, com a presença de Gianfranco Angelucci, escritor, guionista e amigo e colaborador do realizador durante mais de 20 anos. Foi ainda director da Fundação Federico Fellini, entre 1997 e 2000, tendo publicado diversos livros sobre a vida e obra do realizador. Após a estreia, o filme fica em exibição em quatro sessões diárias nos cinemas UCI – El Corte Inglés, em Lisboa e UCI – Arrábida, no Porto.

É a oportunidade de ver ou rever este filme – vencedor de dois Óscares (melhor filme estrangeiro e melhor guarda-roupa) e três nomeações: melhor realizador, melhor argumento original e melhor direcção artística, para além de outros prémios em diversos países – no grande ecrã com as condições ideais e numa magnífica cópia restaurada.

Filme autobiográfico, tem muitas cenas retiradas da vida do próprio Fellini e de sonhos que teve. O próprio título é uma referência à sua vida, que até ao momento de realização de 8 ½, tinha realizado seis longas metragens, dois episódios de um filme e co-dirigido uma longa metragem.

Ao mesmo tempo, a exposição 8 ½: A Viagem de Fellini, com fotografias tiradas durante a rodagem desta obra-prima, por Gideon Bachmann, em 1963, é uma oportunidade para ver raras fotos originais deste filme, no Cinema São Jorge, na FNAC Santa Catarina, no Porto, e no Cinema UCI – El Corte Inglés. A inauguração acontece no dia 30 de Março, no Cinema São Jorge, dia que tem início o festival e em que tem lugar a sessão de abertura.

O programa da 8 ½ Festa do Cinema Italiano está disponível aqui, ou, para impressão, aqui, e a sessão de abertura, em Lisboa, está a cargo de O conto dos contos (Il Racconto dei Racconti) de Matteo Garrone, às 21h30, no cinema S. Jorge.

Lúcia Gomes

Tem opinião sobre tudo.
É uma perigosa subversiva.
Não gosta de Woody Allen nem de governos de direita.
Adora frio e chuva.