Vodafone Mexefest Porto – 1º Dia (02/03/2012)

Vodafone Mexefest Porto – 1º Dia (02/03/2012)

Texto por Emanuel Henriques / Fotos por Gustavo Machado

Março foi o mês escolhido para a visita do festival a terras portuenses após o sucesso do Vodafone Mexefest em Lisboa. E logo em dia de jogo grande que certamente prendeu muitas pessoas à televisão e as fez deslocar um pouco mais tarde para a artéria da baixa portuense que mais emanava música.

Uma vez que vários concertos se sobrepunham, resolvemos entrar no espírito do festival e não ficámos parados muito tempo no mesmo sítio ou sala, andámos, sim, a saltar de concerto em concerto, de sala em sala, de forma a tentar captar todo o espírito do festival e tudo o que lhe envolvia. Foi notório que grande parte das bandas nacionais tiveram muito público a vê-las, bem como o constante rodopio de entra-e-sai nas salas por parte do público, o que era uma excelente forma de conhecer as bandas mais desconhecidas.

Mesmo antes do jogo, e da noite começar, a Farra Fanfarra animava a rua Passos Manuel dentro e fora do Eléctrico Vodafone onde se podia ouvir de tudo – desde o funk ao punk, passando pelos ritmos mais quentes e latinos. Conseguiam animar a noite às pessoas que iam passando na rua e iam ficando, uns a tentar perceber o que se passava ali e outros a antecipar o que iria ser a noite.

Os que decidiram perder o jogo e escolheram ir ver ao Cinema Passos Manuel, que estava a abarrotar, Norberto Lobo, certamente não saíram defraudados. Cá fora podia-se ouvir e ver, ao longo de toda a noite, só com pausa para as bandas tocarem na Garagem, a emissão bastante animada da Vodafone FM, na espécie de sala aquário mesmo à entrada da Garagem Vodafone FM. Mais abaixo, no Ateneu Comercial do Porto, uma sala lindíssima e muito intimista, o brasileiro Dani Black brindava os presentes, em pouco número, com um concerto muito competente e que certamente agradou o público – que interagia com palmas na marcação do ritmo – com o seu som muito pop jazz. Na Garagem Vodafone FM, os lisboetas Capitão Fausto tocavam de forma enérgica o seu rock para um público em bom número e que pareciam saber algumas músicas do seu disco de estreia, Gazela.

Uns passos mais ao lado, no Coliseu do Porto, os suecos Niki & The Dove tocavam o seu electro pop algo visceral para um Coliseu sentado e não muito povoado. Pouco tempo após o fim do concerto de Niki & The Dove, mesmo ali ao lado um Cinema Passos Manuel já cheio esperava pelos portuenses Salto e pela sua pop muito dançável. Mal a banda entrou em palco, o público, completamente animado, saltou de imediato das cadeiras para dançar, principalmente nas filas da frente. E assim foi durante o tempo que lá estivemos: boa música e muita dança. De seguida descemos a rua de Passos Manuel em direcção ao Teatro Sá da Bandeira, onde já actuava o cantautor Cass McCombs, com o seu recente Humour Risk na bagagem, para uma plateia muito bem composta.

Mais uma subida em direcção à Garagem Vodafone FM para ver o teenager britânico King Krule, com o seu indie rock e com a sua voz muito característica. Mas o público queria ver St. Vincent, já com três álbuns na bagagem, no Coliseu do Porto. Contudo, aquando da subida ao palco, o Coliseu encontrava-se em grande parte despido de pessoas, mas ao longo dos primeiros minutos assistiu-se à grande enchente da noite. Annie Clark dizia que era um prazer estar ali e que tantas pessoas estivessem presentes, fazendo também alusão e felicitando a cidade da vitória no jogo da noite, mesmo antes de Save Me From What I Want. O público estava completamente rendido à bastante simpática artista e sempre muito comunicativa, explicando até o conceito do seu mais recente vídeo Cruel, que tocou logo de seguida. Mas para Annie Clark era uma pena que estivessem todos sentados, mesmo que sendo muitos, porque afinal aquilo era uma “dance jam”. Como que em resposta imediata ao estímulo dado pela artista, o público levantou-se para se poder mexer mais à vontade. Estava dado o mote para um grande concerto.

Arte-Factos

Webzine portuguesa de divulgação cultural. Notícias, música, cinema, reportagens e críticas. O melhor da cultura num só lugar.

Facebook Twitter LinkedIn Google+ YouTube