Meshuggah no Paradise Garage (28/11/2012)

Meshuggah no Paradise Garage (28/11/2012)

Texto por Cláudia Filipe / Fotos por Cláudia Andrade

Há grandes bandas e depois há os Meshuggah. Os suecos, que actuam num campeonato muito acima dos restantes pares, regressaram a Portugal para uma série de dois concertos. Quarta-feira a noite lisboeta ficou marcada pelo terramoto que aconteceu no mítico Paradise Garage.

A acompanhá-los vieram os conterrâneos C.B Murdoc. E para engrandecer ainda mais o cartaz, os não (quase) tão grandes Decapitated, uma das grandes bandas provenientes de uma das mecas do metal extremo, a Polónia. Peso, muito peso, e uma discografia passada em revista de um grupo que já sofreu mais contratempos do que aqueles que se esperariam (saudades Vitek), mas cuja persistência de Vogg, guitarrista fundador, se revela inspiradora. A banda continua de pé e a prova disso foi o concerto esmagador dado. Revisitar faixas como Spheres of Madness ou Day 69 foram dos momentos mais altos da actuação.

Mas o Garage encheu por outro motivo… os grandes senhores da vertente mais técnica e (des)construída do metal, os Meshuggah,  de regresso a Portugal para apresentar Koloss, novo álbum da banda. A roçar a perfeição técnica, os suecos brindaram o público com hora e meia do caos, do tão agradável caos que só eles são capazes de criar.

O peculiar Jens Kidman conduziu a sua armada à glória. Combustion, Bleed, ou a sequência In Death – Is Life / In Death – is Death do mítico disco Catch 33 levaram o público ao rubro, no meio de um espectáculo visual hipnotizante e cheio de luz.

Em género de encore, entregaram um dos grandes momentos da noite. Future Breed Machine, uma das essenciais, não ficou de fora e em muito intensificou esta actuação.

Experimentais, inovadores, o que lhes quiserem chamar. Os Meshuggah são iguais a eles mesmos, uma referência incontornável no mundo da música em geral. Que voltem em breve!

Arte-Factos

Webzine portuguesa de divulgação cultural. Notícias, música, cinema, reportagens e críticas. O melhor da cultura num só lugar.

Facebook Twitter LinkedIn Google+ YouTube