Músicas da Semana #109

Escolhas de Cláudia Filipe:

safri

Safri Duo – Played A-Live
O ponto mais alto da minha semana foi ver pessoas de quem gosto tanto encher-me de orgulho. Falo, claro, dos Gin Party Soundsystem e do enorme festão que deram no Palco Clubbing do Alive, repleto de alegria, muita dança, comboios que quase descarrilavam, invasões de palco, flores, pistolas de água… uma tenda que se encheu de curiosos a dar tudo. Eurodance is my life e ainda bem.

The War On Drugs – In Reverse
Para além do motivo mencionado na escolha de cima, Alive era também sinónimo de ver The War on Drugs. O Lost in the Dream é dos álbuns incontornáveis de 2014 e o concerto esteve à altura. Foi precisamente com esta música que Granduciel e a sua banda encerraram a actuação, deixando quem estava do outro lado com um brilho nos olhos. Que voltem rápido!

Usher – Good Kisser
Abrir o Youtube ou o Spotify e automaticamente escrever Ush-. Esta música não me sai da cabeça e é um dos grandes malhões do ano.

Jens Lekman – An Argument With Myself
Ligar a rádio, ter esta música à espera para me fazer companhia no caminho para o trabalho, acompanhada pela sensação de ser mesmo isto que me apetecia ouvir.

Radiohead – Pyramid Song
Melhor banda do mundo.

Escolhas de Cláudia Andrade:

Ryuichi Sakamoto

Ryuichi Sakamoto – Amore
Foi esta semana que saiu um comunicado oficial com uma notícia chocante – Sakamoto está a travar uma batalha contra o cancro. Ouvi durante toda a semana a sua música na esperança que lhe dê forças para lutar. Esta “Amore” é dedicada a ele.

Marissa Nadler – Drive
Descobri que ouvir a “Drive” enquanto se conduz é das coisas mais relaxantes.

Abraham – Start with a Heartbeat
Os Abraham estão prestes a lançar um split com os Coilguns e estão a muito pouco de conseguir atingir o seu objectivo numa campanha crowdfunding que têm levado a cabo nos últimos 2 meses. Se não conhecem estas bandas, aconselho-vos a darem uma vista de olhos, não se vão arrepender. Tenho ouvido esta “Start with a Heartbeat” com alguma regularidade durante toda a semana.

Songs: Ohia – The Black Crow
Voltei a pegar neste álbum e voltei a redescobri-lo. É mesmo mágico.

Thomas Feiner & Anywhen – The Siren Songs
De vez em quando tenho de voltar a este álbum, especial do princípio ao fim. Durante esta semana foi esta a música escolhida para adormecer.

Escolhas de Hugo Rodrigues:

The War On Drugs

The War On Drugs – Red Eyes
Ainda estou a digerir o Alive, mas é mesmo possível que os The War On Drugs levem para casa a taça de melhor concerto do festival.

D’Alva – Homologação
Mais uma das boas surpresas do Alive, seja em banda, em colaboração ou em formato reduzido, a animação é garantida. #batequebate e bate bem.

Möngöl Hörde – How The Communists Ruined Christmas
O peso é representado aqui esta semana pelos Mongol Horde. O projecto de Frank Turner editou este ano um belo disco e tem estado em destaque por aqui nestes dias atarefados.

Thrice – Red Sky
Ainda falta muito para se reunirem e fazer um álbum?

Unknown Mortal Orchestra – So Good at Being in Trouble
Outro dos excelentes concertos do Alive, e que em preparação me levou até ao último disco da banda e a “So Good at Being in Trouble”.

Arte-Factos

Webzine portuguesa de divulgação cultural. Notícias, música, cinema, reportagens e críticas. O melhor da cultura num só lugar.

Facebook Twitter LinkedIn Google+ YouTube