Faixa a Faixa: “A Mountain & a Tree” de Imploding Stars

©Carlos Teixeira Photography
©Carlos Teixeira Photography

Em Novembro do ano passado os Imploding Stars editaram o álbum “A Mountain and a Tree“, pelas mãos da bracarense Cosmic Burger. Este disco pretende traduzir uma nova jornada no espaço e no tempo à procura da expressão melódica da natureza e dos sentimentos humanos, bem como a envolvência entre ambos. Curiosos? Não precisam de ficar, a banda descreveu-vos faixa a faixa os oito temas do álbum.

#1 Unquiet Breeze
“É uma perturbação. Uma quebra num silêncio de longa data. O acordar de algo adormecido de forma imperativa.”

Foi criada já com intuito de ser a abertura do álbum, já pensando, também, em tornar esta música a abertura do concerto ao vivo. É o inicio da jornada pelo “A mountain & a tree”.

#2 Awaken Forest
“O amanhecer numa floresta outrora adormecida. Entrar lentamente na vegetação densa, abrindo caminho entre ela e descobrindo o que está para lá do entendimento humano.”

Era uma música que estava guardada há bastante tempo. Um rascunho feito em piano com a melodia base e umas guitarras por cima, mas que simplesmente nunca nos convenceu a todos. Um dia resolvermos pegar nela, transpor a melodia do piano para guitarras e a coisa foi evoluindo até que ficamos todos com cara de “como é que isto teve tanto tempo sem ser tocado”!

#3 A Mountain And A Tree
“É o contemplar do que está mais alto, do que é maior do que nós, a natureza. É também o olhar para o objectivo e traçar o caminho para o que aí vem.”

É uma das mais antigas dos Imploding Stars. Até se pode dizer que foi uma das grandes inspirações para o resto do álbum. Já há bastante tempo que a demo da música estava na net, e é engraçado que foi sempre a música com mais visualizações apesar de ser uma demo lançada depois do EP. Foi imediato colocá-la no disco e se nos pedirem para explicar a música que fazemos é este tema que vamos mostrar.

#4 Earthquake
“O ser humano carrega o caos, e o caos destruirá a Terra. No fim tudo se irá recompor pela própria natureza.”

Foi a primeira música composta de raiz para este disco. Tudo começou com aquele riff de guitarra, seguido de um monte de ideias! É curioso que quando ainda estávamos a trabalhar na música o projecto ficou gravado com o nome “single” e mais tarde tornou-se mesmo o “single” do disco.

#5 Across Distant Seas
“Navegar à deriva no destino da raça humana. É o desespero de estarmos perdidos.”

O processo de criação desta música foi muito idêntico ao da “Earthquake”, começou com o riff de guitarra e foi evoluindo a partir daí. Foi gravada juntamente com a “The Earth In The Sight Of Men” como sendo apenas um tema, no entanto as duas metades transmitem sensações opostas. Mas como queríamos que tivessem ligação, até porque tocamos tudo junto ao vivo, decidimos gravá-las juntas e dividir a faixa com diferentes nomes.

#6 The Earth In The Sight Of Men
“Acordar com um raio de sol no meio do oceano, à deriva, sugados pela sede e pelo instinto de sobrevivência. De repente, sentimos a salvação.”

#7 Beyond The Horizon
“A esperança do que está para lá do horizonte. O caminhar desgastante e repetitivo para um novo lugar.“

“Beyond The Horizon” é também é uma das mais antigas da banda, já a tocávamos juntamente com o antigo EP e tem a particularidade de ser uma música com um “riff” de base cíclico onde o acrescentar de elementos e a intensidade dão lugar a toda essência da sua composição.

#8 Beneath This Tired Ground
“Abaixo do chão que pisamos está um lugar que acreditamos ser melhor do que este. Tudo e todos que perdemos. O dia depois do caos. O princípio.”

Caracteriza-se por ser uma música muito densa e complexa devido à sua variação melódica e rítmica. A primeira vez que surgiu a ideia para a parte final toda a gente se riu porque nem fazia muito sentido. Quando toda a gente se convenceu a explorar a melodia ficou feito à primeira. Era o final do disco, sem dúvida, tinha de ser.

Arte-Factos

Webzine portuguesa de divulgação cultural. Notícias, música, cinema, reportagens e críticas. O melhor da cultura num só lugar.

Facebook Twitter LinkedIn Google+ YouTube