Músicas da Semana #134

Escolhas de Geoffroy Laporte (Jessica93):

D.A.F.

D.A.F. – Verschwende Deine Jugend
Há algumas semanas toquei no Grauzone Fest em Amsterdão e vi pela primeira vez ao vivo os D.A.F., estava realmente ansioso por isso. Parece até que foi o seu último concerto por isso era a minha chance! E não fiquei desapontado de todo, muito bom concerto e muito boa atmosfera, mesmo que entre músicas o cantor parecesse mais um apresentador de TV.

Lou Reed – Metal Machine Music
Quando voltámos da nossa pequena digressão de uma semana o meu técnico de som Vincent estava a conduzir ao som de Lou Reed. Adormeci em algo ponto e quando acordei não conseguia perceber mais o que estávamos a ouvir, isso foi muito bom e fez-me descobrir um lado do Lou Reed que é fantástico.

Viet Cong – Continental Shelf
Descobri-os recentemente através de um amigo e fiquei espantado, não sei muito sobre eles mas vou ter a oportunidade de os ver ao vivo em breve, o que é fixe porque tenho ouvido esta música todos os dias desde a semana passada.

Camera – Ausland
Conheci esta malta no Grauzone Fest quando partilhámos o backstage, e foi bastante divertido. O concerto deles também foi muito fixe, mesmo que o baterista me tenha feito rir quando disse que tinha sido o mais merdoso que já tinham dado. Partilhamos umas cervejas e depois pedi-lhes para nos seguirem nas ruas de Amsterdão em busca de um bar aberto às 4 da manhã. Infelizmente perdemo-nos de vista quando a equipa do festival nos estava a tentar fazer sair do recinto.

Yngwie Malmsteen – Far Beyond The Sun
Passei uma semana a correr de loja em loja de forma a comprar algum equipamento porque alguém roubou o meu em Amsterdão. E de cada vez que ia a uma loja de guitarras ficava surpreendido com aquelas pessoas que estão a testar instrumentos, estão confinados numa pequena caixa, com um amplificador e uma guitarra e passam horas a fazer solos, o que me faz pensar no Yngwie Malmsteen num zoo.

Escolhas de Hugo Rodrigues:

Murder By Death

Murder By Death – Strange Eyes
Esta semana tenho andado de volta do novo disco dos Murder By Death e a Strange Eyes não me sai da cabeça.

Linda Martini – Este Mar
É já neste mês de Março que os Linda Martini vão estar no Musicbox para uma temporada de três dias, e o primeiro será porventura aquele por qual mais aguardo. Vai ser bom ouvir na íntegra o EP de estreia da banda e o Marsupial, e recordar os primeiros tempos em que os comecei a seguir. Até lá há maratona de audições e a Este Mar nunca poderia faltar.

…And You Will Know Us by the Trail of Dead – Naked Sun
Fui revisitando nestes últimos dias algumas músicas soltas dos Trail of Dead, banda que também podia ser conhecida por “aquela dos discos com capas horríveis”, e parei nesta Naked Sun. O ritmo imposto desde início pela bateria é viciante.

Kinski – Long Term Exit Strategy
Regressar à minha música preferida daquele que foi um dos bons discos de 2013.

God Is An Astronaut – Fireflies and Empty Skies
Está confirmado oficialmente o regresso dos God Is An Astronaut a Portugal e se for tão bom como da última vez vai valer a pena. Outro dirão o contrário, mas não lhes liguem. Maio está a compor-se num óptimo mês de concertos.

Escolhas de Cláudia Andrade:

Earth

Earth – Land Of Some Other Order
A notícia da semana – Earth em Portugal. A Amplificasom não brinca em serviço e esta semana lançou mais uma bomba. Escusado será dizer que passei a semana toda a ouvir o Hex; Or Printing In The Infernal Method em loop. Já é Maio?

Hauschka – Elizabeth Bay
Esta foi uma semana de emoções fortes. Anos de espera valeram, na quinta-feira passada, uma das maiores surpresas deste ano – Hauschka no Teatro Maria Matos a mostrar como se transforma um piano e como se consegue levá-lo a criar sons peculiares e fora de tudo aquilo que alguma vez ouvimos. Saí de lá surpreendida e feliz. O novo álbum anda a rodar bastante, especialmente esta Elizabeth Bay.

Saturnus – All Alone
Foi em 2009 que fui a Barroselas de propósito para ver Saturnus, viagem que me permitiu assistir a 30min de concerto, o equivalente a 3 músicas. Foi também nesse ano que deixei de os ouvir, voltando este fim de semana a dar uma segunda oportunidade à banda. Excelente revival, grande aposta nos clássicos, em especial esta All Alone que foi a cereja no topo do bolo.

Sensible Soccers – Sofrendo por você
Com medo de passar a ser a única pessoa em Lisboa que nunca viu Sensible Soccers ao vivo, aceitei um convite irrecusável e em boa hora o fiz. Estes senhores resultam magicamente ao vivo e o pequeno auditório do CCB fez maravilhas no que diz respeito a som e luzes. Dançar a Sofrendo por Você foi o momento alto da noite.

Mourning Beloveth – Narcissistic Funeral
Mais uma para fazer um check na minha lista de concertos de bandas de Doom Metal para meninas que tenho para ver. Os Mourning Beloveth foram uma excelente surpresa ao vivo, o Frank Brennan tem uma das melhores vozes que tive o prazer de ver e ouvir ao vivo e ao ouvi-lo senti que valeu a pena estar ali e que valeu a pena voltar atrás no tempo para reviver os sentimentos adolescentes que o Doom Metal despertava e que pelos vistos ainda desperta em mim.

Escolhas de Cláudia Filipe:

©Vera Marmelo

©Vera Marmelo

Sensible Soccers – Sofrendo por Você
Esta poderá bem ser uma das músicas que mais partilhei nesta rubrica, mas é impossível viver os dias antes de um concerto de Sensible Soccers sem pôr o vídeo a rodar vinte vezes seguidas. E foi só mais um concerto extraordinário desta boa gente, como se pode verificar aqui.

R.E.M. – Everybody Hurts
Ir no caminho para o trabalho e, de repente, começar a tocar esta música na rádio. Acho que gosto mais dela do que deveria, mas também tenho direito a alguns guilty pleasures.

The Beatles – Strawberry Fields
A sério que é assim tão complicado eleger a melhor música dos Beatles?

Calexico – Falling From the Sky
Os Calexico são uma das bandas mais bonitas do mundo e têm novo trabalho a chegar. Esta, que conta com a participação do Ben Bridwell dos Mountain Goats é um excelente avanço para o que aí vem. Ninguém os quer trazer cá? É uma chatice isto de nem sempre dar para ir a Paredes de Coura.

The Stranglers – Golden Brown
Tanta polémica com um vestido que, para mim, era obviamente dourado, fez-me recordar uma música que adoro.

Arte-Factos

Webzine portuguesa de divulgação cultural. Notícias, música, cinema, reportagens e críticas. O melhor da cultura num só lugar.

Facebook Twitter LinkedIn Google+ YouTube