Músicas da Semana #137

Escolhas dos Equations:

Moondog – Lament I, Bird’s Lament

[youtube=https://youtu.be/jSimbyS_YlA]

Cameo – She’s Strange

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=jUgsmsvSYow]

Savages – You’re My Chocolate

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=vwwkjI65Q0A]

Salada – Crime Perfeito

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=QnMtR7B0LbU]

Death Grips – On GP

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=cinJDxLUsNY]

Escolhas de Cláudia Filipe:

©Ricardo Dias

©Ricardo Dias

Linda Martini – Severa (Ver de Perto)
Os anos passam (e já são uma dezena), mas continuo sem conseguir descrever o que sinto a cada vez que ouço os primeiros acordes da Severa dos Linda Martini. Cresci bastante a ouvir o primeiro EP e o primeiro álbum, o Olhos de Mongol. Ter oportunidade de ouvir tudo ao vivo como se estivesse em 2006 é mel para pessoas tão nostálgicas quanto eu.

Kendrick Lamar – King Kunta
Sempre achei que se dava mais valor ao Lamar do que aquilo que ele de facto vale, mas o To Pimp a Butterfly foi uma surpresa. Que álbum tão sólido, tão bem conseguido, com uma enorme mistura de sonoridades. Do flylo ao Sufjan. O baixo funk da King Kunta destaca-se como o ponto mais alto de um disco que ainda vai fazer correr muita tinta.

Tame Impala – Let It Happen
E o raio do riff da Let It Happen que não me sai da cabeça?

Father John Misty – I Love You, Honeybear
Disco para ouvir e ouvir e ouvir. Porque é tão bom.

From Monument to Masses – Checksum
Músicas que estavam perdidas na minha memória, mas que reaparecem imediatamente ao ouvir os primeiros acordes na rádio num destes dias de manhã.

Escolhas de Hugo Rodrigues:

Mogwai

Mogwai – Rano Pano
Bem, a confirmação dos Mogwai no NOS Alive foi o empurrão necessário para nesta semana voltar a pegar neles. E nada melhor que começar pelo Hardcore Will Never Die, But You Will, que está cheio de malhões, esta é um deles.

Linda Martini – Adeus Tristeza
Em noites recheadas de recordações e momentos inéditos, os Linda Martini ainda sacaram esta versão nos encores, não podia pedir mais.

Turbowolf – Rabbits Foot
O quarteto britânico Turbowolf edita o próximo álbum no início de Abril e foi precisamente esse disco que rodou bastante por aqui nestes últimos dias. Quando tiverem oportunidade de lhe pôr os ouvidos em cima não o deixem de fazer.

He Is Legend – China White (End Scene)
I Am Hollywood.

Balão Dirígivel – Viking
O EP de estreia dos Balão Dirígivel é qualquer coisa de extraordinário. Mais uma boa recordação desta semana que passou e quanto a esta Viking, bem, faz lembrar uns At The Drive-In, e isso é sempre bom.

Escolhas de João Neves:

Awolnation

Awolnation – Run
No passado dia 17 os autores do grande sucesso Sail lançaram o seu novo álbum, cujo título é partilhado com o da primeira música do mesmo. O tema está muito bem conseguido e tem uma sonoridade bastante interessante e estranhamente agressiva.

Signals. – Sleep Talk
Esta semana finalmente ouvi os EP’s desta banda do Reino Unido e digamos que são bastante promissores e interessantes, esperemos por mais.

Novo Amor – Welcome to the Jungle
Pelos vistos esta está num qualquer anúncio de televisão, mas como ver televisão foi algo que deixei de fazer deixo aqui um agradecimento especial à minha maninha que, apesar de hoje em dia menos, ainda continua a mostrar-me boa música e continua a ter bom gosto. É impressionante a nova roupagem que foi dada aqui ao hit dos Gun’s, e o resto do trabalho deste rapaz é bem interessante também, muito Bon Iver, e isso será mau?!

The Prodigy – Nasty
O novo álbum dos Prodigy, “The Day Is My Enemy”, será lançado nas próximas 24 horas, mas a banda já o disponibilizou para escuta online. Pelo que ouvi está cheio de grandes malhas bem ao jeito deles, como é exemplo esta “Nasty”.

San Agustin – Flint River Song
Já são antigos mas não sei se há muita gente a conhecê-los, ainda mais atendendo às visualizações do youtube, mas vivamente aconselho aos fãs de rock ambiental, guitarras espaciais, etc.

Escolhas de Miguel Correia de Sá:

Gesaffelstein

Gesaffelstein – Hate or glory
Confesso, agora que o mês em que se realizam as semanas de moda em Portugal está a terminar, que sou um tanto ou quanto viciado em bandas sonoras de desfile. O que faz com que oiça os sets do DJ francês Gesaffelstein, dado serem recorrentemente usados para esse fim.

Crystal Castles – Crimewave
Talvez a primeira música que ouvi de Crystal Castles, algures no início da minha adolescência. Com a pena que já revelei ter pelo fim da banda, eis que este tipo de músicas, ainda me alimentam o espírito. E que bem que o fazem!

Edith Piaf – Padam Padam
Algumas recordações das bandas sonoras que compunham as minhas aulas de ballet, sempre acompanhado pelo piano, foram de melodias e de toques como os de Edith Piaf, que fiz alguma da minha formação em dança clássica.

Jessie J – Wild
Não costumo muito ouvir pop, quem vê o que eu oiço, sabe bem disso. Contudo, e uma vez que esta artista vem ao nosso país no mês de Junho, achei por bem dedicar um pouquinho do meu tempo a ouvir a sua discografia, sendo esta uma das minhas músicas favoritas!

Florence + The Machine – Over the love
Parte integrante da banda sonora do filme “Great Gatsby”, esta música de Florence + The Machine, é talvez daquelas que mais me recordo no filme inteiro, e sem dúvida das mais bonitas!

Escolhas de Cláudia Andrade:

godspeed4

Godspeed You! Black Emperor – Piss Crowns Are Trebled
Os GY!BE voltaram e trouxeram quatro músicas fabulosas das quais esta Piss Crowns Are Trebled se destaca de uma forma que eu própria ainda não sei explicar. Já não é possível contar pelos dedos as vezes que a ouvi esta semana. Se ainda não ouviram, façam um favor a vocês mesmos.

Prurient – Dragonflies to Sew You Up
Quem nos trouxe também novidades esta semana foi Ian Dominick Ferno, que dá pelo nome de Prurient. Esta Dragonflies to Sew You Up veio mostrar-nos um cheirinho do novo álbum que parece-me que vai cheirar muito bem.

Bell Witch – Judgement, In Fire I – Garden (Of Blooming Ash)
E como não há duas sem três, os Bell Witch também nos presentearam esta semana com uma bela amostra do que podemos esperar do seu quarto álbum – Four Phantoms. Atmosférica, melancólica e pesada são as três principais características desta Judgement, In Fire I – Garden (Of Blooming Ash).

Converge – All We Love We Leave Behind
A audição da Amplimix da Amplificasom já se tornou um hábito, por isso é impossível não incluir uma banda ou uma música que faça parte dessa lista. Esta semana a escolha caiu sobre Converge. Não foi esta a música que ouvi na playlist, mas mal terminei de a ouvir tive de pegar nesta maravilhosa All We Love We Leave Behind.

Alela Diane – Lady Divine
Outra coisa com a qual já não vivo sem, todas as semanas, é sem o Vidro Azul. Esta semana trouxe-me a Alela Diane e a sua Lady Divine. Bonita voz folk que encanta.

Arte-Factos

Webzine portuguesa de divulgação cultural. Notícias, música, cinema, reportagens e críticas. O melhor da cultura num só lugar.

Facebook Twitter LinkedIn Google+ YouTube