"Carrion Flowers", o novo videoclip de Chelsea Wolfe

“Carrion Flowers”, o novo videoclip de Chelsea Wolfe

chelseawolfe

De Abyss, a sair a 7 de Agosto pela Sargent House, já conhecemos “Iron Moon” e “Carrion Flowers”. Também sabemos que Mike Sullivan dos Russian Circles teve uma participação activa na composição de várias canções para o disco, o que só nos pode deixar ainda mais interessados – recordemos, já agora, a voz de Chelsea Wolfe a encerrar o último disco dos Russian Circles.

Quem segue de perto a carreira de Chelsea Wolfe sabe que há uma grande preocupação estética e visual no seu trabalho, onde a paisagem se faz de isolamento, natureza, ausência e conflitos entre beleza, escuridão, dor e serenidade. Desde as sessões fotográficas aos videoclips, nota-se que há uma grande vontade de complementar a música com elementos visuais.

Chelsea, depois de fazer três vídeos para o álbum Pain is Beauty com o realizador Mark Pellington  – realizador também da curta “Lone” com colaboração e performance da própria Chelsea Wolfe -, assume também ela, juntamente com o seu baixista Ben Chisholm, o papel de realizadora neste “Carrion Flowers”.

O vídeo mostra-nos uma versão do universo gótico de Chelsea Wolfe agora industrializado, o convívio insustentável das construções humanas com a natureza. O conceito nasce do sentimento de frustração de quem vê uma California a atravessar sucessivos períodos de seca que destroem ecossistemas e prejudicam a vida das comunidades próximas, enquanto as entidades responsáveis nada fazem para melhorar a situação. Nas palavras da própria Chelsea:

“While writing Abyss, I lived near where the water is piped into Los Angeles, but the lakes were dried up and the mountains were burned from fires. During filming we were exploring cracked lake beds and washed out roads – at one point I was laying in the middle of an abandoned canyon road with no chance of a car coming, and it was very surreal and quiet. I closed my eyes for a moment and when I opened them there were vultures circling overhead like I was some exotic roadkill, so we filmed them too.”

Ricardo Almeida

Nasceu em 89, não gosta de futebol e tem Demis Roussos como líder espiritual.