WIFE no Amplifest

WIFE no Amplifest

WIFE

Mais um nome para o Amplifest: WIFE.

Em Novembro de 2012 James Kelly surpreendia-nos com Stoic, um EP de electrónica soturna que contrastava fortemente com o black metal experimental da sua banda, apesar das cores que pintam os universos dos dois projectos não serem muito diferentes.

Actualmente, mais do que a dar cabo das cordas vocais em Altar of Plagues, James Kelly tem-se dedicado à electrónica em WIFE. Desde que lançou, no ano passado, o seu primeiro álbum, What’s Between, muitas têm sido as actuações ao vivo, incluindo alguns dos mais conceituados festivais da actualidade.  

Em WIFE a frieza faz-se de sintetizadores e de beats graves, de sussurros numa paisagem chuvosa, de crescendos feitos de ambient noise. Em Wife, Kelly encontra um equilíbrio entre as suas competências técnicas e a visceralidade da sua arte. Denso, abstracto e notavelmente complexo, pode ser que traga tanto à electrónica como os Altar of Plagues trouxeram ao metal.

https://www.youtube.com/watch?v=zo8QS35uIcU

E agora, pensemos: Syndrome é um bocadinho dos Amenra, certo? E Wife é um bocadinho dos Altar of Plagues, não é? Pois ouvi dizer que o Nate dos Converge tem uma banda com músicas sobre macacos – just sayin’

Ricardo Almeida

Nasceu em 89, não gosta de futebol e tem Demis Roussos como líder espiritual.