Abertura MOTELx 2015

Abertura MOTELx 2015

abertura motelx

E começou a 9ª edição do MOTELx, festival internacional dedicado ao cinema de terror e que mora no cinema São Jorge, na capital. É já um dos festivais mais icónicos do nosso país e, como sempre, a sessão de abertura, este ano com The Visit, o novo filme de M. Night Shyamalan, estava esgotada. Foi bonita, muito bonita e não se limitou à exibição do aguardado filme.

Já havia algum aparato à frente do São Jorge, ainda estávamos no final da tarde. Zombies assustavam quem passava na rua, enquanto vampiros lançavam olhares penetrantes aos fãs do cinema de terror. Com o avançar da hora, a fila de espera para entrar para a tão aguardada sessão de abertura, na sala Manoel de Oliveira, foi aumentando e aumentado. As mais de 800 pessoas aguardavam a abertura das portas e a fila deixou de ser fila e expandiu-se para onde havia espaço, que começava efectivamente a ser apertado.

A sessão de abertura começou com uma homenagem ao mestre de terror Wes Craven, também já homenageado pelo Arte-Factos, e com a exibição de uma das suas mais marcantes sequências de horror, retirada de Scream, no momento em que uma jovem Drew Barrymore de 21 anos atende o telefone a um misterioso homem que a aterroriza e que se irá revelar ser ghostface, o misterioso assassino da máscara encapuçado. Soberbo gesto da organização do MOTELx esta recordação, permitindo antever que muito certamente a retrospectiva da próxima edição do MOTELx contemplará Wes Craven.

A organização tratou de nos introduzir ao programa desta edição com alguns animados discursos. Foram também dadas a conhecer as curtas portuguesas a concurso este ano para o prémio Mov MOTELx, que promete apresentar uma selecção muito forte e de facto interessante. Vê-las mais à frente no festival não será de todo uma perda de tempo. Tudo isto nos levou à exibição de Arcana, a curta metragem portuguesa que deu origem ao spot promocional do festival este ano, com uma produção impressionante que certamente revolveu as entranhas dos espectadores que em boa verdade não teriam acabado de jantar há assim tanto tempo.

Finalmente, e após pouco mais de uma hora muito enriquecedora para os amantes do cinema de terror, procedeu-se à projecção da atração principal: The Visit. Lê aqui a nossa crítica.

Recorda a nossa antevisão.

Reportagem de David Bernardino e Lúcia Gomes

Arte-Factos

Webzine portuguesa de divulgação cultural. Notícias, música, cinema, reportagens e críticas. O melhor da cultura num só lugar.

Facebook Twitter LinkedIn Google+ YouTube