Islam Chipsy no Maus Hábitos (13/10/2015)

Islam Chipsy no Maus Hábitos (13/10/2015)

#11 Islam Chipsy

Fotos por Ana Santos

“Mais vale tarde do que nunca”, é o provérbio que descrevia a vinda de Islam Chipsy ao nosso país, depois de terem sido obrigados a cancelar a sua atuação no Milhões de Festa deste ano. Trocou-se a capital do festival, Barcelos, pela sede da Lovers & Lollypops, o Porto, e o Maus Hábitos foi o local eleito para uma noite em que todas as coligações seriam sinónimo de festa.

A noite começou cedo e abriu com Vives Les Cônes, a dupla da Favela Discos que mistura temas de filmes e música clássica nas suas batidas dançáveis saídas diretamente dos anos 80 e guiadas por dois teclados Casio. Diz-se que de génio e de louco todos temos um pouco e os Vives Les Cônes atestam a veracidade da reflexão.

Mas a atração principal era mesmo Islam Chipsy, o músico egípcio que revolucionou o Chaabi – a música de casamento do país dos faraós – transformando-o no Electro Chaabi e catapultando o género para as bocas do mundo, qual Primavera Árabe musical. Em palco apenas um teclado, ladeado por duas ameaçadoras baterias prontas a serem literalmente espancadas pela dupla EEK, e assim que os três músicos entraram em palcos apenas se pode dizer que o resto foi história.

Uma hora de Electro Chaabi, que é como quem diz de grande festão, que pôs a sala do Maus Hábitos – muito bem composta, mesmo numa terça-feira – a saltar ao ritmo que Islam Chipsy e os EEK ditavam, com direito a encore, pois claro, que a boda de um casamento não tem hora para acabar. Os ritmos, que iam do afrobeat a algo muito próximo do psytrance, de temas como Trinity ou Kahraba transformaram este festão no casamento do ano.

Carlos Vieira Pinto

Melómano / Ofidiofóbico / Procrastinador.