Pista no MusicBox (13/11/2015)

Pista no MusicBox (13/11/2015)

©Vera Marmelo

©Vera Marmelo

Os Pista editaram e apresentaram recentemente “Bamboleio“, o seu álbum de estreia, no Musicbox, em Lisboa, numa noite em que quando o concerto começou, a sala, apesar de ainda não estar cheia, estava já bastante composta, dando para sentir na expectativa dos presentes que a noite prometia.

Sabemos que os Pista em si são um trio, mas não foi preciso esperar muito (uma música ou duas) para perceber que esse número iria ser bem ampliado em palco ao longo da noite com a presença de muitos convidados e amigos da banda.

E nessa noite em que “Bamboleio” ganhou o merecido destaque por todas as razões óbvias, não faltaram outros apontamentos, desde a visita ao EP da banda com Puxa (que está também presente no álbum) e Pista, até à apresentação de umas quantas músicas novas (sim, novas), que não estão no disco, talvez uma boa prova de que quem está ligado às artes trabalha muito e muitas vezes sem ser recompensado e tido em consideração por isso.

Como já foi referido acima, o concerto teve direito a tudo e por entre a imensidão de convidados houve direito a um momento bem cómico proporcionado pelos Bro-X, que invadiram o palco com o seu estilo peculiar e se apresentaram desde logo debitando uma quantidade considerável de palavras menos próprias e de comentários acerca da música que ali se ouvia, passando de seguida para uma espécie de dueto com os reis da noite (os Pista) onde brindaram o público com um exemplar musical dotado de um poema que deu boas oportunidades aos presentes de soltar umas quantas gargalhadas e sorrisos. Por este momento a sala já estava praticamente cheia e digna do que se estava ali a passar. Entre todos estes momentos reservou-se igualmente um mais sério acerca do que se estava a passar em simultâneo na cidade de Paris. É verdade que por esta altura a maior parte de nós não estava ainda bem informada sobre a situação, tal como a banda assumiu não estar, mas ainda assim partilharam com o público esse facto, assumindo também a sua preocupação em relação aos actos terroristas.

Para além de Puxa ou Sal Mão, os dois singles da banda, um dos momentos altos da noite foi a grande (em tamanho e qualidade) Queráute, onde todos os convidados subiram ao pequeno palco do Musicbox para proporcionar um momento espectacular e pujante, mesmo que não se conseguisse perceber como era possível caber ali tanta gente. E era assim que era suposto ter acabado a noite, não tivesse sido tão bom que o público praticamente tenha exigido um encore a que os Pista acederam, mesmo que este não estivesse planeado, tal como deve de ser. Sem saberem o que tocar, pois que veio Puxa ainda mais entusiasmante que da primeira vez e desta vez tocada apenas pelos membros da banda.

Foi uma noite espectacular, um grande concerto, uma festa de amigos e que deu tanto para dançar como para “abanar o capacete”, bem ao contrário do que infelizmente se passava simultaneamente noutro ponto do planeta. Um espectáculo muito bom em que os Pista mostraram que apesar de ser o primeiro álbum são já uma certeza e prometem muito para o futuro.

João Neves

Licenciado em Música Electrónica e Produção Musical é um apaixonado por música e artes em geral. Interessado na área das novas tecnologias relacionadas à música e membro de uns quantos projectos.