Craft Spells no Hard Club (04/12/15)

Craft Spells no Hard Club (04/12/15)

Craft Spells

Os Craft Spells estiveram no Hard Club na passada sexta-feira, dia 4, para um concerto com data única.

De sala vazia – ou quase vazia – os Toulouse foram os responsáveis pela abertura da noite. O registo dos vimaranenses é parecido com o dos Craft Spells, ainda que se dediquem mais à contemplação do que os últimos. Mesmo assim, as músicas ficam no ouvido e são tudo o que se pode querer – e mais – de uma banda de dream pop portuguesa.

Os Craft Spells são a timidez e as covinhas do vocalista, Justin Vallesteros. Ele diz-nos que é a primeira vez em Portugal e que esta é a última paragem da digressão da banda.

No meio de uma sala vazia, os Craft Spells são alegria, são guitarras estridentes a que não estamos habituados, são melodias bonitas e vibrantes com palavras que nos tocam afincadamente. São, também, a banda que sabe o que os seus admiradores querem.

Ouvimos, durante a noite, algumas canções que se destacam no trabalho recente, “Nausea”, mas principalmente as que já amávamos de “Gallery” e de “Idle Labor”. Os mais atentos deliram quando se ouvem os acordes da “Still Left With Me”, da “Party Talk”, da “Your Tomb” e, finalmente, da “After The Moment”.

A banda acaba por se despedir de nós (e do Porto) com a promessa de celebrar com os seus fãs e beber uns copos pela noite dentro. E de voltar, quem sabe, dali a uns anitos, de preferência com um público do tamanho deles.

Rita Neves