Músicas da Semana #182

Escolhas dos Youthless:
©Jimmy King

©Jimmy King

David Bowie – Always crashing in the Same Car
Actualmente ando a ler uma biografia de David Bowie e por isso ando a ouvir a sua música ainda mais do que é habitual. O ano passado tive um acidente de carro muito grave e escrevi uma música sobre isso que me faz sempre lembrar um pouco este tema do Bowie. Gosto de a ouvir, com o volume no máximo, no carro, quando estou com pressa.

René Aubry – Le Vent
A rapariga com quem ando agora ouviu muito esta música durante a semana. Faz-me sentir borboletas no estômago.

Jamie xx – I know there’s gonna be good times
Esta é o Jam da semana. A minha sobrinha de 8 anos adora esta música, o que é um pouco assustador porque a letra é super pornográfica. Mas de certeza que lhe está a fazer bem.

Timmy Thomas – Why Can’t We Live Together
Esta é a música que foi samplada para o beat de “Hotline Bling.” É uma boa música para ouvir enquanto cozinhas ou fazes amor.

The Residents – Moisture
Esta foi a minha música para acordar esta semana. Põe-me na disposição necessária para enfrentar os absurdos do dia a dia.

Escolhas de Cláudia Andrade:

Paatos

Paatos – Won’t Be Coming Back
Um amigo trouxe-me um revival esta semana e andei a reouvir Paatos e os seus Kallocain, Timeloss e Silence of Another Kind. Ninguém diria que já passaram mais de 10 anos desde que os vi pela primeira vez.

Marissa Nadler – Janie in Love
Marissa Nadler está de volta. Fiz a primeira audição meio a medo, não entrou logo como esperava que acontecesse. Felizmente as audições seguintes trouxeram o amor que tenho por ela de volta. Estou à espera de ouvir o resto.

Raphael Rogiński – Lonnie’s Lament
Uma versão lindíssima de um clássico de John Coltrane.

Dhafer Youssef – 39th Gülay (To Istanbul)
Ir ver uma peça de teatro e ser surpreendida com Dhafer Youssef na banda sonora.

Mamiffer – Flower of the Field II
Sem ler o nome da música fui ouvir o novo single dos Mamiffer e reconheci instantaneamente a Flower of the Field do maravilhoso Statu Nascendi. Estou curiosa para ouvir o resto.

Escolhas de Hugo Rodrigues:

Julien Baker

Julien Baker – Rejoice
Há cerca de duas semanas vi umas sessões ao vivo de Julien Baker, com entrevista pelo meio, e a certo ponto perguntaram-lhe se recomendava algum livro que tivesse lido. Verdade seja dita, já não me lembro do autor e da obra, mas resumindo falava do quão a arte é válida desde que seja sentida pela pessoa que a fez, e às vezes acho que nos esquecemos disso.

Frightened Rabbit – Death Dream
Os Frightened Rabbit vão lançar o novo disco Painting of a Panic Attack em Abril e para ouvir temos já esta Death Dream. A mão de Aaron Dessner, dos The National, continua a notar-se bastante no som dos escoceses e se o resto do álbum for tão bom como esta música já fico satisfeito.

Pet Sun – Web Of Man
A primeira de duas bandas canadianas que aparecem hoje nas minhas escolhas. Os Pet Sun caíram-nos no mail o ano passado, se não estou em erro, e desde então não me saíram de vista nem do ouvido. Web of Man é uma das primeiras músicas que podem ser escutadas do seu novo álbum.

Sam Alone & The Gravediggers – Believers and Renegades
O novo single de Sam Alone e dos seus Gravediggers é incrivelmente viciante e fez-me dar mais uso ao Youtube esta semana do que o costume.

Terrorista – Sarah Michelle Gellar
A outra banda canadiana da lista. Não será o melhor nome para se ter, mas compensam com o título da música. Acabou tudo em bem.

Arte-Factos

Webzine portuguesa de divulgação cultural. Notícias, música, cinema, reportagens e críticas. O melhor da cultura num só lugar.

Facebook Twitter LinkedIn Google+ YouTube