Doutoramento Honoris Causa para Agnès Varda / Ciclo de cinema

Doutoramento Honoris Causa para Agnès Varda / Ciclo de cinema

AgnesVarda

Agnès Varda será distinguida pela Universidade Lusófona do Porto, que decidiu atribuir à cineasta belga o título de Doutor Honoris Causa em Arte dos Media. A cerimónia decorre no próximo dia 29 de março, pelas 17h00 no Salão Nobre da Universidade Lusófona do Porto (ULP).

Uma das maiores cineastas do nosso tempo e única realizadora a integrar o movimento da Nouvelle Vague, Agnès Varda recebeu no ano passado a Palma de Ouro de carreira no Festival de Cinema de Cannes, tornando-se na primeira mulher a receber este prémio. Varda recebeu ainda outras importantes distinções como realizadora, nomeadamente, o Urso de Prata no Festival de Berlim (1964), o Leão de Ouro do Festival Internacional de Cinema de Veneza (1985), dois Prémios César (1984 e 2009) e o Prémio do Cinema Europeu (2001).

O padrinho académico de Agnès Varda será António Preto, reconhecido doutorado e investigador na área do cinema e que estará presente na cerimónia, que contará também com a presença da Reitora e Administrador Adjunto da ULP e o director do Doutoramento em Artes dos Media.

No final do dia da cerimónia, abre um ciclo de cinema organizado pela Universidade Lusófona do Porto em parceria com o Teatro Municipal do Porto e o Pelouro da Cultura da Câmara Municipal do Porto, dedicado aos filmes mais representativos da obra de Agnès Varda. Na abertura do ciclo, que contará com a presença da cineasta, será exibido, em estreia nacional, a curta Les Trois Boutons, último trabalho da realizadora.

O ciclo decorre entre os dias 29 de Março e 1 de Abril no Teatro Municipal Rivoli, com entrada livre. Segue abaixo o programa completo:

* 29 de Março /  Grande Auditório MO / Teatro Municipal Rivoli

22h – Les Trois Boutons (França, 2015, 11’) + Les Plages d’Agnès (França, 2008, 110’)

* 30 de Março /  Auditório IAC / Teatro Municipal Rivoli

18h30 – Cléo de 5 à 7 (França, 1962, 110’)

21h30 – Sans Toi Ni Loi (França, 1985, 105’)

* 31 de Março /  Auditório IAC / Teatro Municipal Rivoli

18h30 – Jane B. Par Agnès V. (França, 1987, 97’)

21h30 – Jacquot de Nantes (França, 1991, 118’)

* 1 de Abril /  Auditório IAC / Teatro Municipal Rivoli

18h30 – Quelques Veuves de Noirmoutier (França, 2006, 70’)

Edite Queiroz

Nasceu em Coimbra.
Psicóloga. Cinéfila.
Vive em Lisboa.

Facebook