Cuidado, chegaram os Systemic Viølence

Systemic Violence

Topa-se à distância quando uma pessoa sabe realmente do que está a falar (por isso é que eu falo pouco). Os Systemic Viølence, compostos por rostos bem conhecidos do underground lisboeta, estão fartos de paninhos quentes e do politicamente correcto. Têm o d-beat entranhado até à medula e propõem-se a devolver o perigo ao punk.

Na boa tradição de nomes como Doom, Anti-Cimex e Discharge, aqui punk não é um estilo de música nem uma pose. E porque o crust não é só gravar discos com uma produção sofrível e levar cães para os concertos,  “Fuck As Punk” não vai de modos e aviva-nos as ideias. Um furioso regurgitar de não-conformismo, um dedo do meio esticado a cinco centímetros da cara da Paula Bobone.

Diz que a demo é limitada a 100 cópias e sai pela RAW ‘N’ ROLL. São só 5 euritos mais portes.

[bandcamp width=100% height=120 album=968136624 size=large bgcol=ffffff linkcol=0687f5 tracklist=false artwork=small]

Ricardo Almeida

Nasceu em 89, não gosta de futebol e tem Demis Roussos como líder espiritual.