Prémio SOPHIA 2016 – Os Nomeados

Prémio SOPHIA 2016 – Os Nomeados

amorimpossível

A Academia Portuguesa de Cinema divulgou ontem em conferência de imprensa, na Cinemateca Portuguesa, a lista dos nomeados a 19 categorias dos Prémios Sophia 2016.

Amor Impossível, de António-Pedro Vasconcelos, é o filme mais nomeado, com nomeações em dezassete categorias, incluindo as de Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Actriz, Melhor Actor e Melhor Argumento Original. Desta forma, António-Pedro Vasconcelos volta a liderar as nomeações, depois de ter vencido nove prémios Sophia na edição do ano passado, com o filme Os Gatos não têm vertigens.

Os Prémios Sophia de Carreira serão atribuídos este ano a Carmen Dolores (Actriz) e a Fernando Costa (Chefe Electricista, Operador, Director de Fotografia, Produtor, fundador da Cinemate).

Os vencedores serão conhecidos no dia 13 de Maio, no Centro Cultural de Belém.

Segue abaixo a lista completa dos nomeados:

Melhor Filme
Amor Impossível, de António-Pedro Vasconcelos, MGN FILMES
Montanha, de João Salaviza, Filmes do Tejo II
Yvone Kane, de Margarida Cardoso, Filmes do Tejo II
As Mil e Uma Noites – Volume 2, O Desolado, de Miguel Gomes, O Som e a Fúria

Melhor Actriz Principal
Vitória Guerra – Amor Impossível
Beatriz Batarda – Yvone Kane
Isabel Ruth – Se eu Fosse Ladrão, Roubava
Soraia Chaves – Amor Impossível

Melhor Actor Principal
José Mata – Amor Impossível
Gonçalo Waddington – Capitão Falcão
Adriano Luz – As Mil e Uma Noites – Volume 1, O Inquieto
David Mourato – Montanha

Melhor Argumento Original
João Salaviza – Montanha
Margarida Cardoso – Yvone Kane
Tiago R. Santos – Amor Impossível
João Leitão e Nuria Leon Bernardo – Capitão Falcão

Melhor Fotografia
João Ribeiro – Yvone Kane
André Szankowski – Cosmos
Miguel Sales Lopes – Amor Impossível
Acácio de Almeida – Se eu Fosse Ladrão, Roubava

Melhor Direcção Artística
Ana Vaz – Yvone Kane
Nuno Tomaz, Mário Melo Costa e João Leitão – Capitão Falcão
Clara Vinhais – Amor Impossível
Rui Alves – O Pátio das Cantigas

Melhor Documentário em Longa-Metragem
Pára-me de Repente o Pensamento, de Jorge Pelicano
Volta à Terra, de João Pedro Plácido
Alto Bairro, de Rui Simões
Portugal – Um Dia de Cada Vez, de João Canijo e Anabela Moreira

Melhor Documentário em Curta-Metragem
Atopia, de Luís Azevedo e Alexandre Marinho
Fora da Vida, de Filipa Reis e João Miller Guerra
A Torre, de Salomé Lamas
Africa Abençoada, de Aminata Embalo

Melhor Maquilhagem e Cabelos
Emmanuelle Fèvre e Ramona – Yvone Kane
Helena Gonçalves – Capitão Falcão
Susana Correia e Sandra Meleiro – Amor Impossível
Iris Peleira – Cosmos

Curta-Metragem de Animação
Amélia & Duarte, de Alice Guimarães e Mónica Santos
Nossa Senhora da Apresentação, de Abi Feijó
Vígil, de Rita Cruchinho Neves
O Campo à Beira Mar, de André Ruivo

Melhor Actriz Secundária
Maria D’Aires – Amor Impossível
Maria João Pinho – Montanha
Lia Carvalho – Amor Impossível
Carla Chambel – Se eu Fosse Ladrão, Roubava

Melhor Actor Secundário
Carlos Malvarez – Amor Impossível
José Martins – Amor Impossível
David Chan Cordeiro – Capitão Falcão
José Pinto – Capitão Falcão

Melhor Realizador
Margarida Cardoso – Yvone Kane
António-Pedro Vasconcelos – Amor Impossível
João Salaviza – Montanha
Miguel Gomes – As Mil e Uma Noites – Volume 2, O Desolado

Melhor Som
Vasco Pedroso, Branko Neskov e Elsa Ferreira – Amor Impossível
Hugo Leitão – Capitão Falcão
Olivier Blanc – Montanha
Elsa Ferreira e Pedro Ricardo Nunes – Yvone Kane

Melhor Guarda Roupa
Isabel Quadros – Capitão Falcão
Nádia Henriques – Yvone Kane
Silvia Grabowski e Lucha D’Orey – As Mil e Uma Noites – Volume 2, O Desolado
Mia Lourenço – Amor Impossível

Melhor Montagem
João Braz – Yvone Kane
Pedro Ribeiro – Amor Impossível
Edgar Feldman e João Salaviza – Montanha
Mário Melo Costa – Capitão Falcão

Melhor Banda Sonora Original
José M. Afonso – Amor Impossível
Pedro Marques – Capitão Falcão
Norberto Lobo – Montanha
Nuno Malô – O Pátio das Cantigas

Prémio Sophia Estudante
Afrodite, de Gonçalo Nobre de Almeida
Ghiocel, de Mara Ungureanu
Terra Mãe, de Ricardo Couto
Palhaços, de Pedro Crispim

Melhor Curta-Metragem de Ficção
O Rebocador, de Jorge Cramez
Rampa, de Margarida Lucas
Aula de Condução, de André Santos e Marco Leão
A Glória de Fazer Cinema em Portugal, de Manuel Mozos

Edite Queiroz

Nasceu em Coimbra.
Psicóloga. Cinéfila.
Vive em Lisboa.

Facebook